CONVITE

Postado por Solange Figueiredo

Bom dia,


Gostaria de convidá-los para um Sarau no dia 13/10, às 15h no MAC - Museu de Arte Contemporânea - de Niterói com a minha participação como poeta convidado:

http://solfigueiredopoesias.blogspot.com.br/2012/10/sarau-no-dia-1310-no-mac-de-niteroi-com.html





Abraços,
SOlange

Bicicleta cooperativa substitui ônibus escolar!

Postado por Solange Figueiredo

É provável que ir à escola nunca tenha sido tão divertido e saudável! A empresa holandesa De Café Racer desenvolveu uma bicicleta cooperativa tomando como base um ônibus escolar infantil, tornando a tarefa de ir à escola mais colaborativa. O veículo pode acomodar até dez crianças e um adulto e possui até um reprodutor de músicas.


Além disso, vem equipado com um motor elétrico para auxiliar as crianças no caso de uma subida. Se começar a chover, um telhado de lona é facilmente montado para garantir que as crianças cheguem secas à escola. De Café Racer é conhecida por desenvolver os famosos “bierfiets” na Holanda, que funcionam como uma espécie de bar móvel onde as pessoas pedalam enquanto estão sentadas bebendo, sendo guiadas por um motorista.


Fonte: http://style.greenvana.com/

Árvore de 50 anos ganha estrutura para Educação!

Postado por Solange Figueiredo

É maravilhoso uma criança se divertir e ao mesmo tempo aprender em meio à natureza. Pensando nisso, os arquitetos Yui Tezuka e Takaharu projetaram um edifício com estrutura de madeira circular em torno de uma árvore adulta para ser sede do Jardim da Infância de Fuji, no Japão. Foi criado também um jardim para servir como espaço de recreação para as crianças.


A zelkova de 50 anos quase foi arrancada por um tufão. Várias partes secaram, mas ela foi se recuperando aos poucos e hoje faz parte da arquitetura onde as crianças a utilizam para brincar. Sua historia é também um símbolo de resistência. A instalação tem dois andares, mas para as crianças são quatro, já que a árvore foi equipada com cordas para escalada. Na era do videogame, não é nada mal. Enquanto estudam, também podem utilizar as salas ao ar livre para entrar em contato com a natureza, estimulando a imaginação.

Tecnologia orienta programas de conservação de espécies ameaçadas.

Postado por Solange Figueiredo

Andrea Vialli - O Estado de S.Paulo
A tecnologia tem se mostrado uma aliada importante para a conservação de espécies da fauna brasileira. A sobrevivência de onças, jaguatiricas, lobos-guarás e cachorros-do-mato em seus hábitats cada vez mais está condicionada a sistemas de rastreamento por GPS, radiotelemetria e câmeras de alta resolução.
CENAP

    CENAP
Censo animal. Onça-pintada fotografada com armadilha fotográfica no Pantanal
Com essas ferramentas, pesquisadores conseguem descobrir como os animais utilizam o ambiente, seus deslocamentos e hábitos. Além de facilitar a compreensão das relações entre homens e animais, a tecnologia ajuda a determinar áreas para conservação, corredores ecológicos e reflorestamento.
Segundo Rogério Cunha de Paula, biólogo do Centro Nacional para Pesquisa e Conservação dos Predadores Naturais (Cenap), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, o monitoramento de espécies tem servido para intimidar a caça aos animais. "Evitar, não evita. Mas intimida. Em locais onde divulgamos os projetos de monitoramento, a caça teve uma queda severa", diz o pesquisador.
O Cenap usa estudos de radiotelemetria com animais em parques, fazendas e reservas ecológicas. Há pesquisas com onças-pintadas em São Paulo, no Paraná (Foz do Iguaçu), Mato Grosso do Sul (Pantanal) e Bahia. As onças-pardas são monitoradas em Santa Catarina e Minas Gerais (regiões do Triângulo Mineiro e do Parque Grande Sertão Veredas). Os lobos-guarás são pesquisados também em Minas Gerais, no Parque Nacional da Serra da Canastra e também no Triângulo. Já o cachorro-vinagre, mamífero nativo do Cerrado, é monitorado em Mato Grosso. No total, em torno de 30 animais são monitorados pelas diferentes tecnologias.
Conflitos. "Os dados podem ser úteis em planos de manejo que permitam, além da conservação das espécies, evitar conflitos entre produtores rurais e predadores, como onças", explica Marcel Penteado, do Instituto de Biologia da Unicamp.
Ele explica que o monitoramento via satélite pode ajudar a prevenir ataques a rebanhos, por exemplo. "Caso elas estejam sendo monitoradas por GPS, é possível saber se estão se aproximando demais dos rebanhos, orientar os produtores a evitar as áreas mais frequentadas pelos animais", explica Penteado.
O projeto de pesquisa de Penteado realiza o rastreamento de quatro jaguatiricas que usam a mesma área por sinais de rádio, e também duas onças-pardas, uma delas com colar GPS.
"A tecnologia só não é mais usada porque o custo é alto. Como a maioria é importada, os impostos e taxas são o grande fator de limitação para os programas de conservação", diz Cunha.
Um colar com GPS custa, fora do Brasil, em torno de US$ 4 mil. Com as taxas, chega no País por R$ 35 mil. Muitos dos equipamentos hoje em operação foram doados por ONGs, empresas e institutos internacionais, como o Smithsonian Institution, dos Estados Unidos.
No interior de São Paulo, um dos casos mais conhecidos de animal monitorado é o da onça-parda Anhanguera. O animal, atropelado na rodovia de mesmo nome em 2009, foi reintegrado a uma região de remanescente de Mata Atlântica em janeiro. No pescoço, um colar de radiotelemetria.
"Sabemos exatamente onde ele está e que, desde a soltura, está em processo de explorar a região", conta Cristiana Adania, veterinária responsável pelo Centro de Reabilitação de Animais Silvestres da Associação Mata Ciliar, responsável pelo monitoramento do animal.
Com menor custo que os colares de rastreamento por rádio ou GPS, outro recurso tecnológico usado pelos pesquisadores são as armadilhas fotográficas. Existem 400 câmeras com esse objetivo espalhadas pelo País.
PARA LEMBRAR
No primeiro semestre do ano passado, a Prefeitura de São Paulo recebeu uma boa notícia das armadilhas fotográficas montadas nos remanescentes de florestas da cidade: havia pelo menos um casal de onças-pardas no município. Elas vivem na Área de Proteção Ambiental (APA) Capivari-Monos, no extremo sul da cidade.
A informação obtida com a tecnologia rendeu, pelo menos, um fruto concreto. No segundo semestre, uma votação na internet escolheu a onça-parda como animal silvestre símbolo de São Paulo.
ENTENDA OS RECURSOS UTILIZADOS
Radiotelemetria
Permite o acompanhamento dos deslocamentos dos animais. Os equipamentos mais simples são transmissores de rádio (VHF) acoplados a uma coleira, que emitem o sinal numa frequência específica. O pesquisador vai a campo com uma antena e receptor e localiza os movimentos do animal. É o método mais barato, mas demanda trabalho de campo intensivo.
GPS
Coleiras com GPS acoplado registram e armazenam várias localizações do animal durante o dia. Estes equipamentos permitem estudos muito detalhados sobre a movimentação do animal. O custo de aquisição é alto, mas o custo operacional é baixo, pois o pesquisador vai menos à campo (apenas para fazer download dos dados registrados no colar ou para conferir dados do GPS).
Armadilhas fotográficas
São câmeras fotográficas acopladas à sensores infravermelhos. Quando o animal passa na frente do sensor, é fotografado. Elas não dependem de captura do animal e possibilitam estudar vários fatores relacionados à biologia da espécie em questão. No entanto, um bom estudo precisa de no mínimo 30 câmeras (o custo é elevado), podem estragar com a umidade e podem ser roubadas.

País tem mais de 100 rios em condições ruins ou péssimas, diz estudo.

Postado por Solange Figueiredo

Foto: Divulgação
Imagem da regiãohidrográfica do Atlântico Sul

A Agência Nacional de Águas (ANA) divulgou nesta terça-feira que 105 corpos d’água - que são rios, reservatórios, lagoas, canais - de 17 Estados possuem água em condições ruins ou péssimas. A constatação está no 'Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil – Informe 2011', estudo que traz a situação mais atualizada sobre a água no Brasil, com dados coletados no ano de 2009.
Segundo o estudo divulgado hoje, a proporção de água de ótima qualidade encontrada nos pontos de monitoramento caiu de 10% para 4%, em comparação com o relatório do ano passado. Em 2009 foi encontrada água de boa qualidade em 71% dos pontos, regular em 16%, ruim em 7% e péssima em 2%. O Índice de Qualidade das Águas (IQA) que traz esse resultado é a soma de nove parâmetros de qualidade que reflete principalmente a situação de contaminação dos rios pelo lançamento de esgotos domésticos.

O diagnóstico dos mais de 1.700 pontos analisados mostra várias bacias comprometidas devido ao grande lançamento de esgotos urbanos domésticos sem tratamento adequado, especialmente nas regiões metropolitanas (São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador) e cidades de médio porte (ex.: Campinas/SP, Juiz de Fora/MG). No entanto, em algumas bacias foi possível associar melhorias na qualidade das águas a investimentos realizados em tratamento de esgotos na última década, como por exemplo, nas seguintes bacias: do rio das Velhas, Paraíba do Sul, Grande e Tietê (Reservatório Billings – Braço do Taquacetuba).
Bacias
Além de destacar os pontos críticos, o relatório aponta as causas da qualidade inadequada da águas encontrada nas principais bacias hidrográficas do País. As regiões hidrográficas Amazônica, Tocantins-Araguaia e Paraguai são as que possuem os menores valores de comprometimento de extensão de rio. Essas áreas são caracterizadas por elevada disponibilidade hídrica, associada a uma baixa densidade populacional e a existência de grandes áreas protegidas e conservadas.
Já os rios localizados na região hidrográfica do Paraná apresentam problemas devido ao grande contingente populacional localizado nas regiões metropolitanas. Nessas regiões, ainda é encontrada uma grande demanda para os usos urbano e industrial e elevada carga de esgotos domésticos. Na região Nordeste, a ocorrência de rios com má qualidade de água aparece pela a baixa disponibilidade hídrica dos corpos d’água.
Veja abaixo o corpos d’água que apresentaram pontos de monitoramento classificados em situação ruim ou péssima:
Região hidrográfica do Paraná
- Bacia do Alto Tietê:
Rio Tietê, Rio Cabuçu, Rio Tamanduateí, Ribeirão dos Meninos, Reservatório Edgard de Souza, Rio Pinheiros, Rio Aricanduva, Reservatório de Pirapora, Reservatório de Rasgão, Ribeirão Pires, Rio Baquiruvu-Guaçu, Rio Juqueri, Ribeirão das Pedras.
- Bacia do Alto Iguaçu: Rio Barigui, Rio Iraí, Rio Padilha, Rio Palmital, Rio Iguaçu, Rio Água Verde, Rio Belém, Rio Parolim, Rio Fany, Córrego Monjolo.
- Bacia do Rio Grande: Rio Preto, Ribeirão São Domingos, Córrego Liso.
- Bacia do Rio Mogi-Guaçu: Rio Mogi-Mirim, Rio das Araras.
- Bacia do Rio Piracicaba: Rio Piracicaba, Ribeirão Tatu, Rio Capivari, Ribeirão Tijuco Preto, Ribeirão Lavapés, Rio Quilombo, Ribeirão dos Toledos, Ribeirão Três Barras.
- Bacia do Rio Jundiaí: Rio Jundiaí.
- Bacia do Rio Ivinhema: Córrego Água Boa.
- Bacia do Rio Paranapanema: Rio Santo Anastácio.
Região hidrográfica do São Francisco
- Bacia do Rio das Velhas: Ribeirão Arrudas, Ribeirão do Onça, Rio das Velhas, Córrego Bernardo Monteiro, Córrego Sarandi, Córrego Sandra Rocha, Córrego Perobas, Córrego da Av. Dois, Córrego Cabral, Córrego da Luzia, Córrego Gandi, Córrego Flor d’Água, Córrego Ressaca, Córrego da Av. Tancredo Neves, Córrego da Av. Nacional, Córrego dos Munizes, Córrego Bom Jesus, Córrego Água Funda, Córrego Caeté, Ribeirão Poderoso, Ribeirão das Neves, Córrego do Diogo.
- Bacia do Rio Pará: Ribeirão da Fartura, Córrego do Pinto, Ribeirão Paciência.
- Bacia do Rio Jequitinhonha: Rio Salinas.
- Bacia do Rio Paraopeba: Rio Betim, Ribeirão das Areias.
- Bacia do Rio Verde Grande: Rio dos Vieiras.
Região hidrográfica do Atlântico Leste
- Bacia do Recôncavo Norte:
Rio Ipitanga, Rio Pitinga, Rio Joanes, Rio Muriqueira, Rio Camaçari, Rio Jacarecanga.
- Bacia do Rio Cachoeira: Rio Colônia, Rio Cachoeira.
- Bacia do Rio de Contas: Rio do Peixe, Rio Jequiezinho.
- Bacia do Rio Itapicuru: Rio Itapicuru Mirim.
- Bacia do Rio Paraguaçu: Rio do Maia, Rio Jacuípe, Riacho Principal.
- Bacia do Rio Real: Rio Real.
Região hidrográfica do Atlântico Sudeste
- Bacia do Rio Paraíba do Sul:
Ribeirão Meia Pataca, Rio Xopotó.
- Bacia do Rio Reis Magos: Lagoa Jacuném.
- Bacia do Rio Jucu: Rio Aribiri, Rio Itanguá, Rio Marinho, Rio Formate.
- Bacias afluentes à Baía de Sepetiba: Rio Queimados, Rio Ipiranga, Vala do Sangue, Rio Guandu-Mirim, Rio Marinho, Rio Piraquê, Rio Cabuçu, Rio da Guarda, Canal do Itá.
- Bacias afluentes ao Complexo Lagunar de Jacarepaguá: Rio Guerenguê, Rio Pavuninha, Arroio Pavuna, Arroio Fundo.
- Paraguai Bacia do Rio Miranda: Córrego Bonito.

Fonte: Jornal do Meio Ambiente.com

Primeira escola sustentável do Brasil consome até 80% menos energia – Ideias Verdes

Postado por Solange Figueiredo

Parabéns aos três alunos do CIEP 417 que ganharão NOTEBOOK!!

Postado por Solange Figueiredo

O CIEP 417 JOSÉ DO PATROCÍNIO parabeniza aos três alunos que serão premiados com NOTEBOOK pela SEEDUC:
  • THAYNA MONTEIRO OLEGÁRIO
  • LARISSA DA SILVA FERREIRA
  • JOABE VIDAL RIBEIRO
Aos demais alunos da escola continuem estudando e tentando nas próximas provas da SAERJ.

Escola feita de garrafas PET

Postado por Solange Figueiredo








Profª Solange Figueiredo faz parte da equipe Conexão Educação capacitando professores...

Postado por Solange Figueiredo

Profª Solange Figueiredo faz parte da equipe Conexão Educação capacitando professores no C. E. XV de Novembro no dia 20 de outubro ao lado das colegas Mirian e Neide Mara.


















Ao lado do coordenador Antônio Carvalho e da professora de ensino religioso Regina (XV Novembro).

Vote por um Brasil mais verde e limpo

Postado por Solange Figueiredo

A Orientadora Tecnológica Profª Solange Figueiredo participa do Treinamento do Conexão Educação no Rio de Janeiro

Postado por Solange Figueiredo

video

ANIMA MUNDI: TRANSFORMA ALUNOS DA REDE ESTADUAL EM ANIMADORES

Postado por Solange Figueiredo

Utilizar técnicas de animação em sala de aula é a mais nova proposta da rede estadual de educação do Rio de Janeiro para tornar as aulas mais divertidas e lúdicas. Em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura e o Anima Mundi, maior festival de animação da América Latina, a Secretaria de Estado de Educação promove, desde o início do semestre, o Anima Escola, oficina que pretende capacitar professores para desenvolverem, junto aos alunos, filmes de animação.
Outros três colégios da rede estadual receberam as oficinas do Anima Escola neste semestre: C.E. Clodomiro Vasconcelos, em Itaguaí; C.E. Clóvis Monteiro, em Higienópolis e C.E Brigadeiro Schorcht, em Jacarepaguá. No próximo semestre outras unidades, que possuem núcleos de cultura, também receberão os profissionais do Anima Mundi para produzirem seus próprios filmes.
As oficinas do Anima Escola acontecem em três fases, de acordo com o monitor Henrique Kopke, que atua junto aos estudantes do colégio Mario de Andrade. Na primeira, há um encontro com os alunos, onde eles aprendem o que é animação e realizam seu próprio curta, utilizando massinha de modelar, bonecos ou o próprio corpo, na técnica conhecida como pixilation.
Na segunda fase, são realizados cinco encontros com professores, onde eles aprenderão as mesmas técnicas, mas de forma a utilizá-las em sala. Na terceira e última fase, os educadores deverão criar um projeto e enviá-lo para o Anima Mundi, que emprestará o material para que as melhores ideias possam ser executadas.
Hoje em dia os alunos têm acesso praticamente ilimitado à internet. Mas o mesmo não se dá com os professores. Nossa proposta é transformar o educador em realizador de conteúdo, além de utilizar a animação como ferramenta didática, contribuindo para um maior dinamismo as aulas
Acompanhar todo o processo de um filme, além de ser um estímulo para professores e alunos, também pode despertar novos talentos para o mercado da animação, que vem alcançando destaque no país nos últimos anos. No momento, várias produtoras estão trabalhando em novas séries para televisão. A animação é uma área que precisa de centenas de profissionais e a demanda é grande .
Se no início das oficinas os alunos se mostram desconfiados, depois que assistem seu projeto finalizado, a sensação geralmente é de orgulho por terem realizado um pequeno curta de animação.
Ao final das oficinas, o material produzido por professores e alunos é entregue à escola e pode ser utilizada em sala de aula, para orgulho dos animadores mirins. Mas o melhor ainda está por vir: os curtas também serão apresentados na próxima edição do Anima Mundi, dentro da mostra "O Futuro Animador". É a oportunidade perfeita para mostrar aos pais e amigos, na tela grande, todo a criatividade exercida em sala de aula.

Dia Mundial sem Carro - 22 de setembro - Participe!!

Postado por Solange Figueiredo


Apóie você também essa ideia

22 de setembro é o Dia Mundial sem Carro e o Greenpeace levará seu escritório e seu trabalho contra o aquecimento global para ocupar de forma mais verde as vagas de carro na cidade de São Paulo e você está convidado a nos acompanhar. Em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Brasília e Manaus, nossos voluntários organizarão outras atividades criativas e sustentáveis. A chamada "vaga-viva" propõe ocupar um espaço que, no dia-a-dia, faz parte de um complexo sistema que emite, e muito, gases de efeito estufa, e assim estimular formas alternativas de locomoção como bicicletas e transporte coletivo de qualidade. Estimulados pelo Dia Mundial sem Carro, o Greenpeace organizou oficialmente no escritório de São Paulo sua carona solidária. Organize você também caronas solidárias e vagas-vivas na sua cidade.

Escolas de todo o Brasil recebem 150 mil laptops

Postado por Solange Figueiredo

Mais 300 unidades serão beneficiadas pelo projeto Um Computador por Aluno; experiência gera impacto na educação
15 de setembro de 2010 | 0h 00
Luciana Alvarez - O Estado de S.Paulo

Começam a ser entregues na próxima semana os últimos computadores do projeto-piloto Um Computador por Aluno (UCA), realizado pelo Ministério da Educação em parceria com Estados e municípios. Serão distribuídas 150 mil máquinas em 300 escolas de todo o País. Em seis municípios, 100% das escolas serão beneficiadas pelo programa. *Experiência. Alunos usam laptop na Escola Ernani Silva Bruno, em São Paulo
*
A experiência tem como base a proposta da ONG One Laptop Per Child (OLPC), que desde 2005 defende a distribuição de computadores para crianças como forma de melhorar a educação e reduzir as diferenças sociais em países pobres e em desenvolvimento.

No Brasil, desde 2007, antes de o MEC criar o programa, cinco escolas haviam conseguido parcerias para dar computadores portáteis de baixo custo a seus alunos. "Sozinha, a tecnologia não resolve problemas. Mas colocar esses equipamentos na escola induzem mudanças", afirmou Roseli Lopes, que coordenou uma das experiências iniciais no colégio paulistano Ernani Silva Bruno, durante o 3.º Encontro sobre Laptops na Educação, ontem, em São Paulo.

"Nosso objetivo era que os alunos criassem curiosidade, autonomia e condição para fazer análises críticas. E eles conseguiram", disse Léa Fagundes, uma das coordenadoras da primeira experiência em Porto Alegre.

As iniciativas no País e no mundo demonstram que a introdução dos laptops na rotina das crianças muda a relação entre professores e alunos. "Os docentes deixam de ser os donos da verdade e passam a ser facilitadores. O computador privilegia o trabalho em equipe", diz Rodrigo Arboleda, presidente da OLPC.
Em locais onde a introdução foi massiva, há relatos de alterações sociais.
"A família e a comunidade ganham. Os pais redescobrem o estudo, os professores se empenham mais, cai o abandono escolar e cresce o número de horas que as crianças passam estudando", diz.
Até agora, o único país que conseguiu dar um laptop para cada criança foi o Uruguai. "Foi uma revolução tecnológica, social e educacional", diz Guillermo Spiller, representante do Ministério da Educação. "O custo de US$ 248 por criança é viável e os impactos são imensos."

Planeta.COM no Twitter

Postado por Solange Figueiredo

Agora, o CIEP 417 já tem o seu Twitter do Planeta.COM - http://twitter.com/PlanetaCOM
Vamos twittar!!

Bola de Fogo no céu do Rio de Janeiro...

Postado por Solange Figueiredo



Uma imagem chamou a atenção no fim da tarde desta terça-feira (14) de quem passava pelo Leblon, na Zona Sul do Rio. O que parecia ser uma bola de fogo cruzou o céu perto do Morro Dois Irmãos, e depois desapareceu.

Segundo o Observatório Nacional, nenhum fenômeno foi registrado nesta terça-feira, mas é possível que seja a parte de um satélite ou até um meteorito.

Fonte: G1.com

Treinamento Conexão Educação

Postado por Solange Figueiredo

Parada para o Rio

Alunos do CIEP 417 passam para as 2ª Fases da OBMEP e da OMERJ

Postado por Solange Figueiredo

Alunos do CIEP 417 passam para a 2ª Fase da OBMEP, são 6 alunos classificados, a saber:
GABRIEL MACHADO TAVARES, ORESTE JÚNIOR VICENTE NOGUEIRA, RODRIGO HENRIQUE DA SILVA, LUCAS DA SILVA DOMINGUES, PAULO CESAR DOS SANTOS GRAÇA e WANDERSON SILVA DA CONCEIÇÃO.
Para a 2ª fase da OMERJ - Olimpíada da Matemática do Estado do Rio de Janeiro são 15 alunos classificados: RAFAELA MONTEIRO DA SILVA, ANA TERESA MONTEIRO DOS SANTOS, MAYCON JUNIOR DOS SANTOS DA SILVA, PAULO CESAR DOS SANTOS GRAÇA, RODRIGO HENRIQUE DA SILVA, ORESTE JÚNIOR VICENTE NOGUEIRA, UITINEI MOREIRA RODRIGUES, WESLEY SOARES NASCIMENTO, QUÉZIA DE OLIVEIRA VIANA, KEITH LANE GOMES DE AZEVEDO, LUCAS DA SILVA DOMINGUES, FELIPE ABELARDO TAVARES, BRUNA OLIVEIRA BOTELHO, VALTER DE ALMEIDA ALVES JUNIOR e PRISCILA VIANA ALVES - Menção Honrosa da OBMEP 2009.
Parabéns a todos os alunos classificados e bons estudos para próxima fase!!!

Sincero Adeus à Marcomede

Postado por Solange Figueiredo

Morre incentivador da astronomia em Campos

O astrônomo, Marcomede Rangel, morreu na manhã do dia 28 de julho, vítima de um AVC. Ele era um grande parceiro do IF Fluminense e incentivador da astronomia.
            Marcomede Rangel Nunes era físico do Observatório Nacional - MCT, autor de 30 obras de divulgação científica, além de colaborador de revistas e jornais. Foi ele um dos maiores incentivadores da divulgação da astronomia em Campos e parceiro do IF Fluminense para a construção do Observatório Jiri Vlcek, inaugurado em 2002, entre outras atividades.
            O primeiro contato com Marcomede foi feito pelo professor de física do Instituto, Oswaldo Bellei, na época da Escola Técnica Federal de Campos. A idéia era trazer a astronomia para dentro da escola e, também, para a cidade.  Oswaldo lembra que encontrou no astrônomo um grande amigo e incentivador.
            “Ele vinha dar palestras para os alunos e nos ajudou também a adquirir nosso primeiro telescópio, acompanhando de perto nosso crescimento. Fazia isso de coração, sem pedir nada, e encantava as crianças e adolescentes com seu carisma e paixão pela astronomia. A gente perde um grande amigo”, diz Oswaldo.
            Marcomede também contribuiu com o projeto do relógio de sol, instalado na Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental do IF Fluminense – a UPEA – e sempre participou dos eventos promovidos pelo Clube de Astronomia Louis Cruls, fundado em 1996, em que ele era sócio benemérito.
            “Quando o clube começou suas atividades, Marcomede já tinha trazido muitas contribuições para a região, através do IF Fluminense, e ele ajudou de forma muito intensa para a divulgação do nosso trabalho. Marcomede foi um grande amigo e nos ajudava com boa vontade. Hoje o Brasil perde um dos seus maiores divulgadores científicos”, destaca o presidente do Clube de Astronomia, Marcelo Oliveira.
Fonte: www.iff.edu.br

Lei que coíbe sacolas de plástico no estado entra em vigor na sexta-feira

Postado por Solange Figueiredo

Lei que coíbe sacolas de plástico no estado entra em vigor na sexta-feira
Publicada em 13/07/2010 às 23h06m
Cláudio Motta

RIO - Nesta sexta-feira começa a vigorar a lei estadual que pretende reduzir o número de sacolas plásticas usadas no Rio. As lojas terão três alternativas: dar gratuitamente sacolas retornáveis aos clientes; oferecer a quem levar bolsas para transportar as compras um desconto de R$ 0,03 a cada cinco itens adquiridos; ou trocar um quilo de arroz ou qualquer outro produto da cesta básica, de valor similar, a cada devolução de 50 sacolas, que devem estar limpas.
As medidas passarão a vigorar porque o governador Sergio Cabral vetou nesta terça-feira projeto de lei que prorrogava o prazo para a mudança entrar em vigor.
(Entre as alternativas às sacolas de plástico discutidas na Alerj, qual você prefere?)
No veto, o governador afirma que a proposta de mudança foi publicada há quase um ano e que seria inviável uma "prorrogação de uma norma já tão debatida e de relevância reconhecida na prevenção de graves danos ao ambiente".
Para o deputado Carlos Minc (PT), autor do projeto que ajuda na redução do uso de sacos, a lei será um divisor de águas no comportamento dos consumidores.
- O objetivo não é transformar isso num cofrinho, mas mudar o comportamento do consumidor. Vamos nos supermercados fiscalizar se as leis estão sendo cumpridas. O Rio gasta R$ 30 milhões por ano para limpar os rios. No primeiro ano, apenas os estabelecimentos médios e grandes terão que se adaptar. Os pequenos terão mais um ano - diz o ex-ministro do Meio Ambiente.
De acordo com a secretária estadual de Ambiente, Marilene Ramos, a lei é flexível e as pessoas poderão continuar usando sacolas plásticas. Além disso, a secretaria não vai punir os comerciantes que não se adaptarem às novas normas nos primeiros dias. Antes, as equipes da secretaria farão notificações e
campanhas educativas:
- O saco plástico não vai sumir. A tendência é de que os estabelecimentos ofereçam descontos para quem não levar sacolas plásticas. São três centavos a cada cinco itens. Isso levará as pessoas a pensar: quero desconto ou sacos?
Marilene lembra ainda que os supermercados que optarem por trocar sacos usados por alimentos não têm a obrigação de receber os que estiverem sujos.
Apesar destas condições, a Federação das Indústrias do Rio (Firjan) criticou a iniciativa do governo do estado. De acordo com a gerente jurídica da Firjan, Gisela Gadelha, a melhor saída é educar o usuário para que o destino dos sacos seja correto, aumentando os índices de reciclagem do produto:
- Os supermercados deveriam ter um tempo maior para se adaptar a estas mudanças.
O deputado Paulo Ramos, autor do projeto que prorrogava o prazo, diz que entrará na Justiça contra o veto.

CIEP 417 Ultrapassa a meta do IDEB de 2009

Postado por Solange Figueiredo

O Ciep José do Patrocínio em 2007 conseguiu atingir a meta do IDEB de 2,6. Para o ano de 2009 tínhamos uma meta de 2,7, entretanto, nosso resultado superou a meta, já que foi de 2,8 em 2009.
Parabéns a todos!! E vamos em frente... Nossa meta para 2011 é de 3,0...
Com certeza, com união e participação de todos chegaremos lá!!

Bola de Fogo no céu de Campos... Meteorito em Varre-Sai

Postado por Solange Figueiredo


No sábado, 19 de junho, foi vista uma bola de fogo no céu de Campos, na localidade de Carvão.

No dia seguinte, o Sr. Germano encontrou o meteorito no último domingo dia 20 de junho , após ter visto a sua queda no dia 19 de junho por volta das 17:30h.
É possível que sejam encontrados novos meteoritos em Varre-Sai. Vamos aguardar os novos acontecimentos, podemos ter muitas surpresas. Abaixo o relato encminhado pela prefeitura de Varre-Sai:

"O município de Varre-Sai, no extremo noroeste do estado do Rio de Janeiro, está tendo a oportunidade de contribuir para o entendimento da formação dos planetas no universo. Especialistas afirmam que ocorreu um fenômeno raro no último sábado (19/06), onde um meteoro entrou na órbita terrestre. Este meteoro foi avistado em diversos estados da costa brasileira. O acontecimento pode ser visto a olho nu, por volta das 17:30 hrs. O corpo de bombeiros da cidade de Campos dos Goytacazes recebeu dezenas de denúncias no dia, e também há relatos de que puderam ser vistos indícios do fato nas cidades no interior do Minas Gerais, além de Natal, no estado de Rio Grande do Norte.
Porém, a importância do fato se dá pela descoberta de uma parte do meteorito, encontrada na comunidade de Santa Rita do Prata, distrito do município de Varre-Sai/RJ. O que parece ser, foi à única cidade que conseguiu provas concretas desta atividade astronômica.
A Prefeitura de Varre-Sai está mobilizando em parceria com o IFF (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense) e com a UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense) uma equipe para que sejam feitas novas descobertas no município, além de análise detalhada do material encontrado.
Segundo especialistas, o registro de eventos deste porte não ocorre a mais de 19 anos no Brasil.

THIAGO RAMOS (Prefeitura de Varre-Sai)"

Fonte: Marcelo de Oliveira Souza
D.Sc. in Physics - Universidade Estadual do Norte Fluminense
Louis Cruls Astronomy Club General Coordinator (http://calc.zip.net)
Co-Chair, GAM Online Programs Working Group
Astronomers Without Borders National Coordinator in Brazil
UNAWE Program Coordinator in Brazil (http://unawe.passeiopeloceu.org)
StarPeace Ambassador in Brazil

Olimpíadas da Matemática - OBMEP

Postado por Solange Figueiredo

Alunos do CIEP 417 participam da Olimpíada da Matemática - OBMEP, organizada pela profª e Orientadora Tecnológica Solange Figueiredo.

Chuvas de meteoros em junho!!!

Postado por Solange Figueiredo

Destaques do mês de Junho



junho - mês inteiro:

Bela configuração entre os planetas Júpiter e Urano, vista a partir das 2h no início do mês, da 1h em meados de junho e da 0h 10min no final do período, a leste (E). Os dois astros estarão aparentemente bem próximos ao longo de todo o mês, mas no período de 8 a 22 de junho será mais interessante a observação. Observe por telescópio.

5 a 11 de junho - sábado a sexta-feira:

Bela configuração entre o planeta Marte e a estrela Regulus (Alpha Leonis), vista ao anoitecer a nor-noroeste (NNO). Observe a olho nu, por binóculo ou telescópio.

6 de junho - domingo:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Júpiter, vista a leste (E), a partir da 1h 30min. Observe a olho nu ou por binóculo.

6 a 11 de junho - domingo a sexta-feira:

Bela configuração entre o planeta Vênus e as estrelas Pollux (Beta Geminorum), mais próxima a Vênus e Castor (Alpha Geminorum), vista ao anoitecer a noroeste (NO). Em 11 de junho, Vênus, Pollux e Castor estão alinhados em direção ao horizonte noroeste. Observe a olho nu ou por binóculo.

9 de junho - quarta-feira:

Bela configuração entre a Lua e as estrelas Hamal, Sheratan e Mesartim (Alpha, Beta e Gamma Arietis, respectivamente), vista a partir das 4h 20min a és-nordeste (ENE). Observe a olho nu ou por binóculo.

10 de junho - quinta-feira:

Bela configuração entre a Lua, o aglomerado estelar aberto das Plêiades (M 45) situado na constelação de Taurus (o Touro) e o planeta Mercúrio, com as Plêiades e Mercúrio pouco abaixo da Lua, vista a partir das 5h 45min a és-nordeste (ENE). Observe a olho nu ou por binóculo.

11 de junho - sexta-feira:

Bela configuração entre a Lua, o aglomerado estelar aberto das Plêiades (M 45) situado na constelação de Taurus (o Touro) e o planeta Mercúrio, com as Plêiades e Mercúrio um pouco acima da Lua, vista a partir das 6h a és-nordeste (ENE). Observe a olho nu ou por binóculo.

14 de junho - segunda-feira:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Vênus, vista ao anoitecer a noroeste (NO), próxima ao horizonte. Note as estrelas Pollux e Castor (Beta e Alpha Geminorum, respectivamente) entre os dois astros e o horizonte. Observe a olho nu ou por binóculo.

15 de junho - terça-feira:

Bela configuração entre a Lua e o aglomerado estelar aberto do Presépio (M 44), situado na constelação de Cancer (o Caranguejo), vista ao anoitecer a noroeste (NO). Observe por binóculo ou telescópio.

16 de junho - quarta-feira:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Regulus (Alpha Leonis), vista no início da noite a nor-noroeste (NNO). Note o planeta Marte um pouco a leste dos dois astros. Observe a olho nu ou por binóculo.

17 de junho - quinta-feira:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Marte, vista no início da noite a nor-noroeste (NNO). Note a estrela Regulus (Alpha Leonis) junto aos dois astros. Observe a olho nu ou por binóculo.

18 de junho - sexta-feira:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Saturno, vista no início da noite, ao norte (N). Observe a olho nu ou por binóculo.

19 a 21 de junho - sábado a segunda-feira:

Conjunção de Vênus e o aglomerado estelar aberto do Presépio (M 44), situado na constelação de Cancer (o Caranguejo), vista ao anoitecer a noroeste (NO). Observe por binóculo ou telescópio.

20 de junho - domingo:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Spica (Alpha Virginis), vista ao anoitecer a nordeste (NE), no alto do céu. Observe a olho nu ou por binóculo.

21 de junho - segunda-feira:

Solstício de inverno para o hemisfério sul da Terra (e de verão para o hemisfério norte), às 8h 29min. A partir desta data, a constelação de Leo (o Leão), que associamos às noites de outono, começa a ceder sua posição de destaque no céu para a de Scorpius (o Escorpião) que representa as noites de inverno. De acordo com as informações do site www.uranometrianova.pro.br, o inverno terá a duração de 93dias 15 horas e 41 minutos. Espera-se que, com a chegada do inverno, tenhamos noites mais limpas, próprias para a observação do céu ao longo dos próximos meses.

23 de junho - quarta-feira:

Observe a Lua junto às estrelas que formam a cabeça de Scorpius (o Escorpião), no início da noite, a leste (E). Note a estrela Antares (Alpha Scorpii) um pouco abaixo da Lua. Observe a olho nu ou por binóculo.

28 de junho - segunda-feira:

Conjunção superior Mercúrio (com o Sol). Neste dia, os dois astros nascem e se põem praticamente juntos.

www.ceuaustral.pro.br




Chuvas de meteoros em junho

Na primeira quinzena de junho, entre os dias 2 e 14, acontecem as datas de ocorrência máxima de meteoros de várias chuvas com radiantes no interior ou nas proximidades da constelação de Scorpius (o Escorpião). São radiantes de baixa atividade mas, em conjunto, devem produzir taxas em torno dos 20 meteoros por hora. Os meteoros pertencem aos seguintes radiantes: c - Scorpídeos (com período entre 27 de maio a 20 de junho e máximo em 2 de junho), w - Scorpídeos (com período entre 24 de maio a 13 de junho e máximo em 4 de junho), Scorpídeos (com período entre 29 de maio a 10 de junho e máximo em 5 de junho), Librídeos (com período entre 8 a 9 de junho e máximo em 8 de junho), Ophiuchídeos Austrais (com período entre 20 de maio e 30 de junho e máximo em 9 de junho), q - Ophiuchídeos de Junho (com período entre 20 de maio e 30 de junho e máximo em 10 de junho) e Scorpio-Sagittarídeos (com período entre 30 de maio e 1 de julho e
máximo em 14 de junho).
A região a ser observada encontra-se a leste ao anoitecer e pode ser vista até o amanhecer, quando se encontra para os lados do oeste; atinge a região mais alta do céu por volta da meia-noite. Neste período ocorre, também, o máximo dos Circinídeos, em 4 de junho. Circinus é uma pequena constelação situada junto à famosa estrela Toliman ou Rigil Kentaurus (Alpha Centauri) que se situa próxima à constelação de Crux, o Cruzeiro do Sul. A partir das 20h 30 min, mais dois radiantes juntam-se a eles, ambos situados na constelação de Hercules e que permanecem visíveis até o amanhecer: Herculídeos (com período entre 25 de maio e 15 de junho e máximo em 3 de junho) e t - Herculídeos de Junho (com período entre 19 de maio e 19 de junho e máximo em 9 de junho).
Na segunda quinzena há duas interessantes ocorrências. Em 20 de junho acontece o máximo dos Ophiuchídeos Boreais, cujo período de observação se estende de 2 de junho a 2 de julho. Espera-se, na data do máximo, um taxa horária de 10 meteoros. Esta chuva apresenta muitos meteoros brilhantes e muitos fireballs. A área do radiante é vista desde o anoitecer (a leste) até o amanhecer (a oeste); atinge a região mais lata do céu por volta da 1 hora.
Entre 25 de junho e 3 de julho o radiante dos Corvídeos está ativo, apresentando uma taxa horária máxima da ordem de 10 meteoros em 27 de junho. A boa posição do radiante para os habitantes do hemisfério sul facilita as observações no início da noite: Corvus encontra-se nas proximidades do Zênite e é visto até a meia-noite, quando está próximo ao horizonte oeste.

resumo extraído de "Chuvas de Meteoros - Guia Prático de Observação"
de autoria de Paulo G. Varella e Regina A. Atulim

Carta da Terra 2010

Postado por Solange Figueiredo

Doação do Binóculo para escola

Postado por Solange Figueiredo

Doação de um Binóculo pela Paraquedas.NET

Divulgando o Projeto da Sociedade do SOL: Aprenda a construir um aquecedor de baixo custo na escola

Postado por Solange Figueiredo

Aprenda a construir um aquecedor de baixo custo na escola

Uma alternativa para o chuveiro elétrico e a dispositivos a gás a custos acessíveis é o que promove o Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC). Desenvolvido dentro da Incubadora de Empresas Tecnológicas do Ipen-USP pela ONG Sociedade do Sol, o mecanismo é capaz de transformar a radiação solar em calor a preços muito inferiores aos modelos convencionais.

Sem recorrer a células fotovoltáicas, a opção da Sociedade do Sol é por placas e tubos de PVC acoplados e pintados de preto. A água aquecida fica armazenada em caixas d'água preparadas para garantir isolamento térmico, revestidas de isopor, por exemplo. A iniciativa deu tão certo que se desdobrou em outras ações.

Saiba como fazer: clique aqui para conhecer o manual

Do modelo original, projetado para atender à demanda de uma casa, foram produzidos protótipos para sedes de entidades assistenciais, como creches, escolas e hospitais. Outras iniciativas envolvem o desenvolvimento de um kit para se produzir um aquecedor em miniatura, voltado exclusivamente para escolas da rede pública. Baixe o manual.

O sucesso do aquecedor levou a Cidade de Pato Branco (PR) a implantar o sistema em residências da população de baixa renda. Entenda como ocorreu:

Néri de Vargas explica implantação do ASBC em Pato Branco (PR)

O céu em maio

Postado por Solange Figueiredo

Destaques do mês de Maio



9 de maio - domingo:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Júpiter, vista a leste (E), a partir das 2h 50min. Observe a olho nu ou por binóculo.

12 de maio - quarta-feira:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Mercúrio, vista a partir das 5h 50min, a és-nordeste (ENE). Observe a olho nu ou por binóculo.

15 de maio - sábado:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Elnath (Beta Tauri), vista no início da noite a noroeste (NO). Observe a olho nu ou por binóculo.

16 de maio - domingo:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Vênus, vista no início da noite a noroeste (NO). Observe também, a estrela Elnath (Beta Tauri), junto aos os dois astros. Observe a olho nu ou por binóculo.

19 de maio - quarta-feira:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Marte, vista no início da noite ao norte (N), com Marte a Leste da Lua. Observe a olho nu ou por binóculo.

20 de maio - quinta-feira:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Regulus (Alpha Leonis), vista no início da noite ao norte (N). Observe a olho nu ou por binóculo.

22 de maio - sábado:

Bela configuração entre a Lua e o planeta Saturno, vista no início da noite, a nordeste (NE). Observe a olho nu ou por binóculo.

24 de maio - segunda-feira:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Spica (Alpha Virginis), vista a leste (E), ao anoitecer. Observe a olho nu ou por binóculo.

25 de maio - terça-feira:

Elongação máxima oeste de Mercúrio, vista na madrugada, a és-nordeste (ENE). Neste dia, Mercúrio encontra-se a 25,1º a oeste do Sol. Excelente oportunidade para observar o menor planeta. Veja a olho nu, por binóculo ou telescópio.

27 de maio - quinta-feira:

Bela configuração entre a Lua e a estrela Antares (Alpha Scorpii), vista a és-sudeste (ESE), no início da noite. Observe a olho nu ou por binóculo.

28 de maio - sexta-feira:

Conjunção de Vênus e a estrela Mebsuta (Epsilon Geminorum), vista ao anoitecer a noroeste (NO). Observe a olho nu, por binóculo ou telescópio.

www.ceuaustral.pro.br

SOS Florestas!!

Postado por Solange Figueiredo

O perigo está chegando. Você ainda pode proteger as florestas.

O clique para salvar a floresta começa a dar resultado. O deputado Aldo Rebelo, que prepara neste momento o relatório para a comissão especial que pretende devastar o Código Florestal, sentiu que os brasileiros desejam proteger as matas, não as destruir.

Desde terça-feira, 27 de abril, ele tenta justificar por que alguém que se diz comunista se bandeia para o lado dos ruralistas que querem acabar com as matas do Brasil. Quem participa da nossa ciberação, e pede que Aldo deixe nossas florestas em paz, recebe um e-mail como resposta.

Se você ainda não participou da ciberação, ainda dá tempo. Clique aqui.

Nesse e-mail, Aldo argumenta que as mudanças pensadas por ele para o Código Florestal – coincidentemente apoiadas pela bancada da motosserra, que domina a comissão especial – são baseadas em muito estudo e investigação. Para dar um ar de transparência, Aldo convida o ciberativista a visitar o site da Câmara Federal, sugerindo que lá você terá acesso ao debate sobre o Código Florestal.

Engraçado é que seu conteúdo prova que os deputados não fazem mesmo seu trabalho a sério. Se hoje você clicar em notícias, por exemplo, não verá nada. Quem navegar pelas outras páginas vai perceber que os deputados, Aldo inclusive, só ouviram e viram que era bom para eles. Por exemplo, das pessoas ouvidas em audiências públicas com registro, ou seja, que é possível saber o que foi dito (o que não se aplica a todas, aliás), 65% eram representantes do agronegócio e políticos locais. Apenas 8% representavam a agricultura familiar e 7% eram ambientalistas.

Aldo Rebelo está para apresentar seu relatório a qualquer momento. Peça a ele que não mexa no Código Florestal no fim do seu mandato. Assine a petição e peça a seus amigos fazerem o mesmo.

A hora é essa. Vamos, juntos, deixar claro que não queremos que o ronco da motosserra continue ameaçando nossas florestas.



Rafael Cruz
Coordenador de campanha
Greenpeace

3º ENCONTRO INTERNACIONAL DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA - 21 a 23 DE ABRIL DE 2010

Postado por Solange Figueiredo



ABERTURA 21 DE ABRIL DE 2010 NO TEATRO TRIANON





OS ALUNOS DE CAMPOS QUE VIAJARAM PARA CONHECER A NASA - USA.




PALESTRA DE MARCOS PONTES - O ASTRONAUTA BRASILEIRO




EVENTO NO IFF CENTRO - 22 DE ABRIL - EXPOSIÇÃO DE RÉPLICAS DE FOGETES - IAE - Alunos do Projeto ProJovem do CIEP 417 JOSÉ DO PATROCÍNIO


















Profª Solange Figueiredo ao lado das alunas Quézia e Jéssica do 2º ano EM


Nossos alunos do CIEP 417









Profª Solange Figueiredo recebendo o exemplar das mãos de Nazar Sallam - Arábia Saudita





Profª Solange Figueiredo ao lado de Nazar Sallam - Arábia Saudita



Ao lado de Malcolm Smith - Inglaterra









Ao lado de Marcomede Nunes - Amapá




Ao lado de Michael Zeiler - USA



Participando do grupo do Projeto de Michael Zeiler - USA




Norma Reis- MEC - NASA






Ao lado de Robert Naeye - USA